Medicina Especialidade Anatomia Patológica

Biópsia de gânglio linfático cervical realizada em paciente assintomático, com 20 anos de idade mostrou: apagamento da estrutura normal do órgão, fibrose de cápsula, grande proliferação de linfócitos pequenos, ocasionais eosinófilos, raras células típicas de Reed-Sternberg e freqüentes células lacunares que tendem a se agrupar no parênquima ganglionar. O diagnóstico foi de doença de Hodgkin, sub-tipo:

  • A. celularidade mista;
  • B. esclerose-nodular;
  • C. depleção linfocitária;
  • D. clássica, rica em linfócitos;
  • E. predomínio linfocitário.