Medicina Especialidade Anestesiologia

Uma mulher, de 32 anos de idade, descobriu ser hipertensa há um ano, com níveis pressóricos de 150 mmHg (sistólica) e 110 mmHg (diastólica). Não tem antecedentes familiares importantes de hipertensão e nega doença renal prévia. Não investigou a causa de sua hipertensão e está em uso de propranolol 80 mg por dia. Há três meses vem notando fraqueza muscular generalizada acompanhada de câimbras musculares. Foram solicitados exames que mostraram creatinina sérica de 0,8 mg/dL e potássio sérico de 3,1 mEq/L. A análise da urina não revelou presença de proteína e o sedimento urinário foi normal.

A partir da situação clínica apresentada, julgue os itens a seguir.

A hipertensão arterial secundária ao hiperaldosteronismo primário acompanha-se, geralmente, de atividade de renina plasmática elevada (maior que 5 :g/dL) e aldosterona na urina de 24 horas acima de 20 :g, em exames colhidos sob dieta com alto teor de sódio (>120 mEq/dia).

  • C. Certo
  • E. Errado