Medicina Especialidade Anestesiologia

Uma paciente de cinco anos de idade, previamente hígida e apresentando síndrome do desconforto respiratório agudo, está em ventilação pulmonar mecânica com os seguintes parâmetros: frequência respiratória de 30 ipm; tempo inspiratório de 0,8 s; delta de pressão de 18 mmHg; PEEP de 8 mmHg; e FiO2 de 65%. A gasometria arterial revelou pH de 7,3, pCO2 de 58 mmHg, HCO3 de 30 mg/dL, pO2 de 45 mmHg, saturação de O2 de 80% e constante de tempo expiratório de 0,5 s.

Nesse caso hipotético, a melhor conduta em relação aos parâmetros de ventilação mecânica com base nos protocolos de ventilação protetora será

  • A. otimizar a PEEP com aumentos progressivos.
  • B. aumentar o delta de pressão para 20 mmHg.
  • C. aumentar o tempo inspiratório.
  • D. aumentar progressivamente a FiO2.
  • E. aumentar a frequência respiratória.