Medicina Especialidade Anestesiologia

Uma gestante que não realizou pré-natal foi submetida a parto vaginal de gêmeos, sendo o primeiro cefálico, do sexo masculino, com peso de 3.025 g, e o segundo pélvico, do sexo feminino, com peso de 2.670 g.

Considerando-se esse caso hipotético, é correto afirmar que

  • A. se tratava de uma gestação gemelar diamniótica.
  • B. a diferença de peso entre os recém-nascidos remeta ao diagnóstico de síndrome da transfusão feto-feto.
  • C. se tratava de uma gemelaridade dizigótica e monocoriônica.
  • D. os fetos foram gerados por ovo único clivado antes do 4.º dia pós-fecundação.
  • E. o risco de cromossomopatia dos fetos deveria ter sido calculado, usando-se a média das medidas das translucências nucais de cada um deles.