Medicina Especialidade Anestesiologia

Uma paciente de 41 anos de idade procurou o PS com queixa de sangramento vaginal de moderada intensidade, com a saída de coágulos, há três horas. Refere irregularidade menstrual com piora progressiva nos últimos seis meses e ser laqueada. Nega doenças, uso de medicações e tabagismo. Ao exame físico, apresentava-se descorada e com PA de 120 x 80 mmHg. O exame abdominal não mostrou alterações. Ao exame especular, observou-se presença de coágulos na vagina, com a saída de sangue pelo orifício externo do colo uterino, e, ao toque, útero em anteversoflexão, com tamanho normal e regiões anexiais livres.

Com base nesse caso hipotético, é correto afirmar que o diagnóstico e a melhor conduta, considerando-se a eficácia e a segurança, sejam, respectivamente,

  • A. sangramento uterino anormal e progestógeno ou estrogênio com progestógenos em altas doses.
  • B. sangramento uterino secundário à coagulopatia e ácido tranexâmico.
  • C. sangramento uterino de causa estrutural (adenomiose) e anti-inflamatório.
  • D. sangramento uterino de causa ovulatória (transição menopausal) e reposição hormonal com baixa dosagem de estradiol e progestógeno.
  • E. sangramento uterino de causa iatrogênica e embolização das artérias uterinas.