Medicina Auditoria

O Denasus, no seu Manual de Glosas do Sistema Nacional de Auditoria, conceitua assim o termo IMPROPRIEDADE:

  • A.

    Ato involuntário de omissão, desatenção, desconhecimento ou má interpretação de fatos na elaboração de registros e demonstrações contábeis.

  • B.

    Não conformidade com as normas gerais por todos observadas, como as regras, a lei, a moral ou os bons costumes.

  • C.

    Falhas de natureza formal de que não resulta dano ao erário.

  • D.

    Atos voluntários de omissão e manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis, tanto em termos físicos, quanto monetários.

  • E.

    Atos voluntários de omissão e manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis, tanto em termos físicos, quanto monetários.