Questões de Concurso de Cardiologia - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 598748

Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul - RS (DPE/RS) 2013

Cargo: Analista - Área Cardiologia / Questão 45

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

São causas de PCR em ritmo de Atividade Elétrica sem Pulso, EXCETO:

  • A.

    IAM maciço.

  • B.

    hipercalcemia.

  • C.

    tromboembolismo pulmonar com falência de VD.

  • D.

    tamponamento cardíaco.

  • E.

    hipoxemia grave.

Questão 453623

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT 1) 2011

Cargo: Analista Judiciário - Área Medicina / Cardiologia / Questão 66

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Considerando a fibrilação atrial, são corretas as afirmações abaixo, EXCETO:

  • A.

    É uma das taquiarritmias supraventriculares mais comuns na prática clínica.

  • B.

    Sua incidência na população aumenta com a idade.

  • C.

    Sua incidência é menor quando há doença cardíaca associada.

  • D.

    Ao eletrocardiograma, caracteriza-se pela ausência de ondas P, substituídas por ondulações finas de amplitude variável.

  • E.

    Pode levar à instabilidade hemodinâmica.

Questão 946062

Hospital Universitário de Brasília (HUB) 2018

Cargo: Médico Residente - Área Cirurgia Geral / Questão 20

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível: Superior

Uma paciente de sessenta anos de idade apresentou uma lesão eritematosa, pruriginosa e descamativa em um dos mamilos que posteriormente se alastrou para a aréola em um período de aproximadamente três semanas. No exame clínico, ela não apresentava nódulo palpável e a expressão mamilar era negativa.

Considerando esse caso clínico, julgue os itens subsecutivos.

A realização de mamografia é imprescindível nas lesões eczematosas mamilares, mesmo na ausência de massa palpável subjacente.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 1038633

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 21

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Caso clínico para responder às questões 21 e 22. 


Um paciente de 35 anos de idade, com história de morte súbita na família de segundo grau, foi fazer uma investigação com o cardiologista. Durante a investigação, foi observada a presença de cardiomiopatia hipertrófica septal, obstrutiva, e movimento anômalo da valva mitral. O gradiente máximo foi de 80 mmHg e a espessura máxima foi de 20 mm. O diagnóstico foi confirmado por nova ressonância magnética cardíaca. O ritmo é sinusal. Não foi encontrado realce tardio, nem fibrose cardíaca.

Considerando-se esse caso clínico, existe um critério que parece estar associado ao aumento de morte súbita, porém não está na calculadora da Sociedade Europeia de Cardiologista. Tal critério é
  • A. síncope inexplicada.
  • B. idade.
  • C. síncope inexplicada.
  • D. taquicardia ventricular não sustentada.
  • E. fibrose na ressonância magnética.

Questão 1038634

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 22

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Caso clínico para responder às questões 21 e 22. 


Um paciente de 35 anos de idade, com história de morte súbita na família de segundo grau, foi fazer uma investigação com o cardiologista. Durante a investigação, foi observada a presença de cardiomiopatia hipertrófica septal, obstrutiva, e movimento anômalo da valva mitral. O gradiente máximo foi de 80 mmHg e a espessura máxima foi de 20 mm. O diagnóstico foi confirmado por nova ressonância magnética cardíaca. O ritmo é sinusal. Não foi encontrado realce tardio, nem fibrose cardíaca.

Foi calculado para esse paciente, com base na história e nos exames, utilizando-se a calculadora da ESC para miocardiopatia hipertrófica, o resultado de 6,36%. Sendo assim, a melhor conduta é
  • A. considerar cardiodesfibrilador implantável.
  • B. prescrever amiodarona.
  • C. prescrever bisoprolol.
  • D. observar e repetir o exame em seis meses.
  • E. indicar ablação alcóolica.

Questão 1038635

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 23

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Um paciente de 35 anos de idade chega ao ambulatório por história de síncope pela primeira vez. O eletrocardiograma está normal. O quadro foi diagnosticado como síncope vasovagal, sendo confirmado por tilt-test e história clínica. 


Acerca desse caso clínico, qual é a melhor conduta a ser tomada?

  • A. Solicitar teste ergométrico.
  • B. Solicitar Holter 24 horas.
  • C. Solicitar ecocardiograma.
  • D. Tranquilizar o paciente.
  • E. Solicitar ressonância magnética.

Questão 1038636

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 24

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Um paciente de 60 anos de idade tem história de insuficiência cardíaca com fração de ejeção de 38%, com tratamento clínico otimizado, com insuficiência mitral severa, sintomática decorrente da disfunção ventricular esquerda. Foi indicado para esse paciente um mitra-clip. Com base no COAPT trial, assinale a alternativa correta acerca do que se deve esperar para esse paciente.

  • A. Ausência de melhora sintomática e re-hospitalização.
  • B. Melhora de sobrevida.
  • C. Alta taxa de complicações pelo procedimento.
  • D. Aumento significativo de endocardite infecciosa.
  • E. Hipercalemia.

Questão 1038637

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 25

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Considerando um paciente com insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida, 30% de fração de ejeção em ritmo sinsual, usando carvedilol 25 mg 12 horas/12 horas, enalapril 20 mg 12 horas/12 horas, espironolactona 25 mg e furosemida 40 mg 1 x ao dia. O paciente apresenta 97 kg (igual ao peso seco da internação). No exame físico, apresenta pressão arterial de 120 mmHg x 80 mmHg e FC de 80 bpm. Não apresenta quaisquer sinais de congestão. 


Acerca desse caso clínico, assinale a alternativa que indica o próximo passo clínico a ser realizado na prescrição do paciente.

  • A. Prescrever ivabradina.
  • B. Iniciar amiodarona.
  • C. Prescrever carvedilol 50 mg 12/12 horas, pois para o respectivo peso, o paciente não está em dose alvo.
  • D. Usar propafenona.
  • E. Manter a prescrição e orientar o paciente a restrição hídrica.

Questão 1038638

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 26

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Um paciente chega à emergência com quadro agudo de infarto do miocárdio com PAM de 50 mmHg e é levado à mesa da hemodinâmica. Com base no CULPRIT trial, assinale a alternativa que indica a melhor estratégia a ser tomada para esse paciente.
  • A. Revascularizar somente a artéria culpada no primeiro momento.
  • B. Revascularizar todas as artérias possíveis.
  • C. Instalar Impella CP® antes e após revascularizar.
  • D. Utilizar balão intra-aórtico.
  • E. Realizar tromboaspiração.

Questão 1038639

Assembléia Legislativa de Goiás - GO (ALE/GO) 2019

Cargo: Analista Legislativo - Área Medicina Cardiologista / Questão 27

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Um paciente de 50 anos de idade foi submetido a transplante cardíaco há dois anos. Foi submetido a cateterismo cardíaco guiado por IVUS, que evidenciou provável doença arterial coronariana relacionada ao enxerto. Com base nesse caso clínico, é correto afirmar que a melhor medicação a ser prescrita para o paciente a fim de haver uma diminuição na progressão da doença é
  • A. prednisona.
  • B. micofenolato.
  • C. tacrolimus.
  • D. ciclosporina.
  • E. everolimus.