Medicina Especialidade Cardiologia

Homem com diagnóstico de doença de Graves, em uso de metimazol e beta-bloqueador há 2 meses, retorna ao serviço. No diagnóstico, referia palpitações, intolerância ao calor e perda de peso, com os seguintes exames laboratoriais: T4 livre 3,2 ng/dL (VR 0,6-1,4), TSH < 0,01 mIU/L. Atualmente, faz uso apenas de metimazol 20 mg/dia. Refere fadiga e mialgia ocasionalmente. Exame clínico: PA = 120 x 80 mmHg; FC = 60 bpm; discreta proptose, com glândula tireoidiana difusamente aumentada, sem tremores. Sem outras alterações. Exames laboratoriais: TSH < 0,01 mIU/L; T4 livre = 0,8 ng/dL (VR: 0,7-1,4).

A conduta mais adequada neste momento é:

  • A. Aumentar a dose de metimazol.
  • B. Substituir metimazol por propiltiouracil.
  • C.

    Parar metimazol e encaminhar para radioiodoterapia.

  • D. Diminuir a dose de metimazol.