Medicina Especialidade Cardiologia

Inicialmente, os marca-passos artificiais eram aparelhos que tinham o objetivo de salvar vidas ao fornecer uma freqüência cardíaca fixa a pacientes com bradiarritmias graves. Com os avanços tecnológicos, esses dispositivos passaram a mimetizar o automatismo e a seqüência de ativação do coração, resultando em melhor resposta clínica e hemodinâmica para os pacientes. Acerca dos marca-passos artificiais, julgue os itens seguintes.

Quando não há um especialista em marca-passo, o cardiologista clínico deve fazer uma avaliação básica, inquirindo o paciente portador de marca-passo artificial sobre sintomas relacionados com eventual mau funcionamento do sistema, como, por exemplo, tonturas, síncope, palpitações etc.

  • C. Certo
  • E. Errado