Medicina Especialidade Cardiologia

Um paciente de sessenta e três anos de idade procurou a unidade de emergência hospitalar com quadro de dor torácica típica de coronariopatia (dor tipo A), iniciada nas últimas quatro horas após esforço físico e que melhorou com o repouso. Junto ao quadro de dor, o paciente apresentava sudorese fria e dispneia. Na admissão e nos seriados — respectivamente, três e seis horas —, os eletrocardiogramas realizados no paciente não apresentaram alterações significativas do segmento ST e da onda T, e foram normais os resultados dos marcadores de necrose miocárdica.

A respeito desse caso clínico, julgue os itens subsecutivos.

Esse paciente deve ser classificado como portador de angina instável de baixo risco, devendo ser medicado e encaminhado para acompanhamento ambulatorial.
  • C. Certo
  • E. Errado