Medicina Especialidade Cirurgias Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Uma mulher de 43 anos de idade, em pós‐operatório tardio de colecistectomia, durante investigação de quadro de icterícia obstrutiva, obteve diagnóstico, na colangiorressonância magnética, de estenose de hepatocolédoco, distando 1,5 cm abaixo da confluência dos ductos hepáticos, com extensão de 3 cm de via biliar extra‐hepática.

Considerando essa situação hipotética, assinale a alternativa que apresenta a conduta mais apropriada para a paciente.

  • A. prótese metálica autoexpansível via transparieto‐hepática
  • B. dilatação endoscópica com balão e prótese metálica autoexpansível
  • C. hepatojejunostomia em Y de Roux
  • D. ressecção da estenose e anastomose término‐terminal hepático‐coledociana
  • E. ressecção da estenose e anastomose término‐terminal hepático‐coledociana com drenagem com tubo T (Kehr)