Medicina Especialidade Clínica Cirúrgica Cirurgia Geral

Considere a situação abaixo: criança, sexo feminino, 7 anos, vítima de acidente automobilístico. Após o resgate, é posta em prancha rígida e colocado colar cervical. Evolui com grande desconforto respiratório. Está inconsciente, com ECG = 6, cianose generalizada, 5mrp com gasping, 150 bpm, PA= bpm, pressão arterial de 70/40 mm Hg, tempo de enchimento capilar de 4 segundos, pulsos periféricos finos e centrais amplos. Expansibilidade torácica diminuída à esquerda e timpanismo à percussão de todo hemitórax esquerdo; diminuição do murmúrio vesicular do mesmo lado. Indique o item que NÃO corresponde aos diagnósticos possíveis e às medidas que NÃO devem ser tomadas:

  • A.

    São diagnósticos encontrados: politrauma, hemotórax, insuficiência aguda moderada e choque hipovolêmico.

  • B.

    São sinais de falência cardiopulmonar: bradipnéia com respiração agônica, taquicardia, pulsos finos e tempo de enchimento capilar superior a 2 segundos.

  • C.

    O tratamento imediato e sistemático, com objetivo de permitir a permeabilidade das vias aéreas, pode promover a normalização das condições circulatórias sem a necessidade de intervenções neurológicas.

  • D.

    Todas as alternativas estão erradas.