Questões de Concurso de Cirurgia Oncológica - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 1022837

Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - SP (ISCMSP/SP) 2018

Cargo: Médico Residente / Questão 7

Banca: Instituto Quadrix

Nível: Superior

Com relação à cirurgia oncológica pancreática, considere os seguintes aspectos anatômicos do pâncreas:

I textura amolecida ou normal do pâncreas com reserva exócrina preservada;

II diâmetro do ducto pancreático normal ou diminuído;

III consistência endurecida do pâncreas por fibrose; e

IV dilatação do ducto pancreático.

Assinale a alternativa que apresenta os itens que indicam o(s) aspecto(s) anatômico(s) do pâncreas que predispõe(m) à menor probabilidade de fístula enteropancreática pós‐anastomose pancreatojejunal.

  • A. I e II
  • B. I e III
  • C. II e III
  • D. II e IV
  • E. III e IV

Questão 987979

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 26

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Considere hipoteticamente que certo psiquiatra atende A.C.E., uma paciente com diagnóstico de depressão e em uso diário de sertralina 100 mg, atualmente com controle parcial. Ela trabalha como costureira em estabelecimento próximo à respectiva moradia. Após a última consulta, o psiquiatra considerou necessário afastá-la das atividades profissionais por um período de 10 dias. Tendo em vista que A.C.E. já havia apresentado dois atestados no último ano, o empregador compareceu ao consultório do psiquiatra, solicitando informações acerca do diagnóstico e do quadro atual da paciente, assim como a discriminação do diagnóstico nos atestados médicos. Em relação a essa situação e com base nos conhecimentos a ela relacionados, assinale a alternativa correta.
  • A. A especificação do diagnóstico por meio do respectivo código numérico da Classificação Internacional de Doenças (CID) é responsabilidade do médico no momento da emissão do atestado.
  • B. Haja vista a delicadeza da situação e os possíveis atritos trabalhistas gerados pela não revelação das informações solicitadas, é razoável e ético que o médico comunique o empregador quanto à dificuldade de controle do quadro depressivo da paciente.
  • C. O psiquiatra pode receber o empregador, mas deve esclarecer que não pode revelar o diagnóstico sem autorização expressa da paciente e que a discriminação do diagnóstico nos atestados não é obrigatória.
  • D. O psiquiatra pode, nesse momento, escrever o número do CID da patologia nos atestados, mas não pode contar detalhes do tratamento da paciente.
  • E. O psiquiatra é eticamente obrigado a se recusar a dialogar com o empregador.

Questão 987980

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 27

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

A paciente E.I.R., de 22 anos de idade, sem comorbidades, com data de última menstruação há uma semana, comparece à consulta de pronto atendimento com queixas de disúria e de polaciúria há dois dias, sem febre. Ao exame físico, constatou-se apenas desconforto em região suprapúbica, sem peritonismo. O sinal de Giordano (punho-percussão lombar) é negativo bilateralmente. A paciente encontra-se em bom estado geral. Acerca desse caso clínico hipotético, assinale a alternativa correta.
  • A. A realização do exame de urina tipo 1 (exame qualitativo de urina/exame sumário de urina) é dispensável para o início da terapêutica antibiótica.
  • B. O tratamento antibiótico deve ter duração de sete dias.
  • C. Caso a paciente estivesse gestante, as quinolonas seriam uma opção de tratamento adequada.
  • D. A intensidade da leucocitúria deve ser utilizada para determinação do tempo de tratamento antibiótico.
  • E. Se a paciente apresentasse febre, a terapia de escolha seria nitrofurantoína.

Questão 987981

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 28

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

R.T.A., uma adolescente de 15 anos de idade, chega à consulta médica de pronto atendimento e apresenta queixa de diarreia desde a manhã anterior, com 12 evacuações nas últimas 24 horas. Nega presença de sangue, muco ou pus nas fezes. Refere dois vômitos hoje, sendo o último há mais de seis horas. Relata também febre aferida de 38,0 °C no primeiro dia da doença. Ao exame físico, nota-se desconforto abdominal difuso à palpação, sem presença de peritonismo. Não há sinais de desidratação. A respeito do caso hipotético apresentado, assinale a alternativa correta.
  • A. O tratamento antibiótico com ciprofloxacino por sete dias deve ser empregado, tendo em vista a possibilidade de etiologia bacteriana.
  • B. A prescrição de loperamida está indicada para diminuir o número de evacuações e a necessidade de posterior hidratação venosa, conforme diretrizes do Ministério da Saúde (MS).
  • C. A presença de febre é forte indicativo de etiologia bacteriana.
  • D. A presença de sangue nas fezes indicaria a necessidade de se considerar o diagnóstico de síndrome do intestino irritável.
  • E. A prescrição de antieméticos, apesar de não ser formalmente indicada nas diretrizes do MS, é prática comum em quadros como o descrito.

Questão 987983

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 30

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Em casos de violência sexual contra mulheres, é necessária a utilização de amplo arsenal terapêutico para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e de gestação. Considerando-se o abuso sexual de uma mulher não gestante e as recomendações do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) – Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) de 2015, assinale a alternativa correta.
  • A. A prevenção da gonorreia é efetuada com ciprofloxacino em dose única.
  • B. A profilaxia pós-exposição sexual para HIV, nos casos de exposição crônica e repetida, deve ser indicada no mesmo esquema da exposição única, não sendo necessária terapia estendida.
  • C. A imunoglobulina humana anti-hepatite B sempre está indicada nesses casos.
  • D. A prevenção da tricomoníase é realizada com metronidazol em dose única.
  • E. O atendimento e a liberação da profilaxia pós-exposição sexual estão condicionados à apresentação de boletim de ocorrência.

Questão 987984

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 31

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Um paciente de 35 anos de idade apresentava, há 25 minutos, dor torácica em aperto, que se iniciou durante um jogo de futebol. Refere náuseas e vômitos. Na emergência, o paciente foi examinado e a respectiva PA era de 80 mmHg x 60 mmHg, a FC era de 40 bpm e havia ausência de sinais de edema pulmonar. Quanto ao caso hipotético apresentado, assinale a alternativa que apresenta a conduta imediata apropriada para esse paciente.
  • A. Solicitar eletrocardiograma e iniciar nitroglicerina intravenosa.
  • B. Coletar enzimas cardíacas e iniciar manejo para choque cardiogênico.
  • C. Solicitar eletrocardiograma e iniciar AAS 300 mg.
  • D. Coletar enzimas cardíacas e dopamina para aumentar pressão e frequência cardíaca.
  • E. Coletar enzimas cardíacas e iniciar AAS 300 mg e clopidogrel 300 mg.

Questão 987985

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 32

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Considere hipoteticamente que uma paciente de 45 anos de idade foi à emergência por apresentar confusão mental. Foi solicitada uma tomografia de crânio, que demonstrou edema bilateral envolvendo a substância branca, atingindo os territórios vasculares posteriores (lobos parietais e occipitais). A pressão arterial da paciente na admissão era de 240 mmHg x 120 mmHg. Acerca do exposto, assinale a conduta apropriada a ser tomada nesse caso.
  • A. Iniciar nitroprussiato de sódio em doses tituladas.
  • B. Iniciar AAS 325 mg e rosuvastatina.
  • C. Iniciar protocolo de trombólise.
  • D. Iniciar hidralazina IV em doses elevadas.
  • E. Manter pressão elevada para preservar área de penumbra.

Questão 987986

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 33

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 50 anos de idade apresenta dispneia progressiva há 15 dias, com episódios de dor torácica em pontada, que melhoram espontaneamente. Refere que isso ocorreu concomitantemente ao início de quadro de edema em membros inferiores. Apresentava PA = 150 mmHg x 90 mmHg, FC = 120 bpm, potássio = 5,6 meq/L e creatinina = 3m g/dL. Com base nesse caso clínico hipotético, a conduta adequada é iniciar
  • A. carvedilol e captopril.
  • B. hidralazina com metoprolol IV e furosemida.
  • C. captopril e espironolactona e furosemida.
  • D. nitrato associado a hidralazina, verapamil e furosemida.
  • E. nitroglicerina IV e furosemida.

Questão 987987

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 34

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma paciente de 53 anos de idade, cardiopata isquêmica e usuária de aspirina, também tem histórico de gonartrose e uso crônico de anti-inflamatórios não esteroidais. Foi atendida várias vezes, no último mês, por episódios de epigastralgia e relata realizar, nessas ocasiões, eletrocardiograma e analgesia, após os quais é liberada. Há 2 horas, apresentou fezes enegrecidas e amolecidas em grande quantidade. Chega ao pronto atendimento pálida, sudorética, hipotensa (PA = 80 mmHg X 50 mmHg), taquicárdica (FC = 130 bpm), lúcida e ansiosa, e não há sinais de irritação peritoneal ao exame do abdome. Com relação a essa situação hipotética, assinale a alternativa que indica o manejo inicial apropriado para o caso apresentado.
  • A. Iniciar omeprazol intravenoso (IV) de 80 mg in bolus e plasma fresco congelado e encaminhar a paciente à endoscopia digestiva alta imediatamente.
  • B. Iniciar infusão com cristaloides até estabilização hemodinâmica e omeprazol IV de 80 mg in bolus e, posteriormente, encaminhar a paciente à endoscopia digestiva alta. Considerar acrescentar sangue à ressuscitação volêmica.
  • C. Iniciar omeprazol IV de 80 mg in bolus, octreotide e infusão com cristaloides até estabilização hemodinâmica e, posteriormente, encaminhar a paciente à endoscopia digestiva alta.
  • D. Iniciar omeprazol IV de 80 mg in bolus, octreotide e plasma fresco congelado e encaminhar a paciente à endoscopia digestiva alta imediatamente.
  • E. Iniciar infusão com cristaloides e omeprazol IV de 80 mg in boluse encaminhar a paciente à endoscopia digestiva alta imediatamente. Considerar acrescentar sangue à ressuscitação volêmica.

Questão 987988

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal - DF (SES/DF) 2016 (3ª edição)

Cargo: Médico - Área Cirurgia Oncológica / Questão 35

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Menino de 14 anos de idade, com diagnóstico de púrpura de Henoch-Schönlein, procurou atendimento em uma emergência em razão de dor abdominal aguda de forte intensidade e vômitos há algumas horas, além de eliminação de fezes com muco e sangue. Realizou tomografia de abdome mostrada na figura apresentada.

A melhor hipótese diagnóstica para esse caso hipotético é de

  • A. neuroblastoma.
  • B. polipose familiar intestinal.
  • C. abdome agudo obstrutivo por Ascaris.
  • D. intussuscepção intestinal.
  • E. hérnia inguinal esquerda estrangulada.