Medicina Especialidade Clínica Geral

Um paciente de 78 anos de idade, diabético, obeso e hipertenso, internado em UTI há cerca de quinze dias devido a infarto agudo do miocárdio, com parada cardiorrespiratória à admissão, realizados doze minutos de reanimação, evoluindo desde então em ventilação mecânica sob intubação orotraqueal, em uso de droga vasoativa (noradrenalina), com insuficiência renal não dialítica, e de piperacilina‐tazobactam empírico, por hipótese diagnóstica de pneumonia, evoluiu com piora do padrão respiratório, piora radiológica, mais secretivo, com leucocitose no hemograma e elevação das provas de atividade inflamatória. Foi realizada broncoscopia com lavado broncoalveolar e envio do material para cultura, com isolamento de mais de 10.000 unidades formadoras de colônia (UFC) de Staphylococcus aureus, sensível à vancomicina e resistente à meticilina (MRSA). Considerando essa situação hipotética, assinale a alternativa correta.
  • A. Deve‐se iniciar tratamento de pneumonia associado à ventilação mecânica (PAV), por Staphylococcus aureus, com oxacilina endovenosa.
  • B. Deve ser iniciado o tratamento de pneumonia associado à ventilação mecânica (PAV), por Staphylococcus aureus, com daptomicina.
  • C. O tratamento com piperacilina‐tazobactam, sem necessidade de troca ou associação de antimicrobianos, deve ser mantido.
  • D. Deve‐se considerar o isolamento em cultura de Staphylococcus aureus como uma contaminação da via aérea, sem necessidade de tratamento direcionado para tal.
  • E. Deve ser iniciado o tratamento de pneumonia associado à ventilação mecânica (PAV), por Staphylococcus aureus, com linezulida ou com vancomicina, buscando ajustar a dose desta última droga para a função renal baseada na vancocinemia.