Medicina Especialidade Clínica Geral

Um paciente de 40 anos de idade, gari, procura o ambulatório de nefrologia com queixa de polaciúria, disúria, dor em região suprapúbica e noctúria há um ano. Nega febre. Vem fazendo uso frequente de antibióticos, inclusive com fluoroquinolonas (sendo o último uso há cinco dias), para tratamento de infecções urinárias, conforme ouvia de vários médicos que o consultou. Leva à consulta cinco exames prévios de urina com leucocitúria e uroculturas negativas. Refere não ter comorbidades e não faz uso de medicamentos específicos. Ao exame, apresenta-se corado, hidratado, anictérico, acianótico. PA de 140 mmHg x 90 mmHg, ausculta cardíaca e respiratória sem comemorativos, com FC de 64 bpm e SatO 2 de 98% em ar ambiente. São solicitados exames com os seguintes resultados: Hb = 14 g/dL, Ht = 36%, leucócitos = 8.000 mm³, plaquetas = 185 000/L, ureia = 70 mg/dL, creatinina = 1,6 mg/dL, proteinúria de 24 horas = 150 mg e EAS com pH = 5.0, leucócitos = 100.000/mL, hemácias = 30.000/mL, proteínas < 30 mg/dL, nitrito negativo, com cilindros de glóbulos brancos. O paciente é submetido ao teste tuberculínico com resultado positivo; as uroculturas são negativas, inclusive para Mycobacterium tuberculosis. É solicitado ultrassom de rins e vias urinárias, que evidencia espessamento, com calcificações da mucosa dos cálices e pelve renal bilateral. A tomografia computadorizada revela caliectasia.

A respeito desse caso clínico e dos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

O teste tuberculínico estabelece o diagnóstico de tuberculose ativa.
  • C. Certo
  • E. Errado