Medicina Especialidade Clínica Geral

Homem, 40 anos, comparece à emergência na madrugada relatando cefaleia excruciante de forte intensidade (10 em 10), periorbitária esquerda, associada à coriza e intenso mal estar. Ao exame, nota-se ptose palpebral, lacrimejamento excessivo e hiperemia conjuntival ipsilateralmente à dor. Fez uso de dihidroergotamina em casa sem melhora do quadro. Relata que a cefaleia vem se apresentando há 1 semana em crises de intensidade crescente. Qual a melhor opção terapêutica?

  • A. Prescrever tramadol 100mg endovenoso.
  • B. Administrar oxigênio a 100% em máscara.
  • C. Prescrever clorpromazina 100mg endovenoso.
  • D.

    Prescrever sumatriptano 6mg por via subcutânea.

  • E.

    Administrar oxigênio em cateter nasal 4 litros/minuto.