Medicina Especialidade Endoscopia

Considere um paciente de 80 anos de idade, do sexo masculino, ex-tabagista (carga tabágica de 50 anos - maço (parou há 22 anos), portador de hipertensão arterial sistêmica e de diabetes mellitus, e com passado de infarto agudo do miocárdio prévio, além de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Todas essas doenças estão adequadamente tratadas e compensadas. O paciente chega ao consultório mostrando tomografia computadorizada de tórax que evidencia um nódulo pulmonar periférico, parcialmente sólido, em segmento superior do lobo inferior direito, de 1,3 cm x 1,1 cm, e ausência de linfonodomegalias hilares ou mediastinais. Por meio de punção transtorácica guiada por tomografia, foi diagnosticado um adenocarcinoma pulmonar. Para o estadiamento, foi realizado PET-CT que mostrou SUV máximo de 5,6 no tumor, com hilo e mediastino livres. O paciente é avaliado pelo cardiologista e pelo pneumologista (VEF1 1,60 L), que o liberaram para cirurgia com risco moderado.

Com base nesse caso hipotético e considerando os conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

Em estadiamentos clínicos iniciais, como no caso apresentado, a lobectomia está perdendo espaço para a segmentectomia pulmonar, mas ensaios clínicos randomizados ainda são necessários para comprovar o real benefício da ressecção econômica em tumores iniciais, além de definir a abordagem cirúrgica (segmentectomia regrada versus não regrada).
  • C. Certo
  • E. Errado