Questões de Concurso de Ginecologia - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 634587

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 31

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

A respeito da anatomia clínica e cirúrgica do aparelho reprodutor feminino, assinale a opção correta.

  • A.

    As artérias ilíacas internas são originárias da artéria aorta abdominal.

  • B.

    A vagina e a vulva são órgãos genitais internos.

  • C.

    A lesão e o estiramento dos ligamentos uterossacro e cervical lateral (cardinal) levam ao prolapso uterino; e a falha de fixação da vagina nessas estruturas, durante a histerectomia, provoca o prolapso de cúpula.

  • D.

    Na estática pélvica, a estrutura de sustentação é composta apenas pelo diafragma urogenital.

  • E.

    O assoalho pélvico é constituído pelo diafragma urogenital, que apresenta o músculo elevador do ânus e o músculo esfíncter uretral.

Questão 634588

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 32

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Acerca da fisiologia do ciclo menstrual, assinale a opção correta.

  • A.

    O hormônio foliculoestimulante (FSH) e o hormônio luteinizante (LH) são produzidos pela adeno-hipófise.

  • B.

    O hormônio foliculoestimulante é responsável pela menstruação.

  • C.

    O endométrio proliferativo contém pequeno número de glândulas, células estromais e células vasculares endoteliais.

  • D.

    O corpo lúteo é formado durante a menstruação.

  • E.

    O hormônio liberador das gonadotrofinas (GnRH) é produzido pela hipófise.

Questão 634589

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 33

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Com relação a anomalias congênitas e intersexo, assinale a opção correta.

  • A.

    O útero de didelfo é a falha incompleta da fusão da linha média dos ductos de Muller em que há formação de dois hemiúteros, com dois colos uterinos e duas vaginas.

  • B.

    O pseudo-hermafroditismo masculino caracteriza-se clinicamente pela presença de genitália externa masculinizada em graus variáveis, em indivíduos de cariótipo 46XX que possuem gônadas e genitália interna feminina.

  • C.

    Em si tuação de d e f i c i ência da enzima 21-hidroxillase, na forma clássica ou na tardia, as dosagens hormonais de 17-hidroxiprogesterona e androstenediona ficam diminuídas.

  • D.

    Na síndrome de Mayer-Roktansky-Kuster-Hauser (disgenesia dos ductos de Muller), as pacientes apresentam ovários normais, corpo uterino compacto, trompas normais ou filiformes e agenesia de vagina.

  • E.

    O septo vaginal transverso obstrutivo não é causa de amenorreia primária com formação de hematocolpos e hematométrio.

Questão 634590

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 34

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

No que concerne às disfunções menstruais, assinale a opção correta.

  • A.

    A metrorragia corresponde a sangramentos uterinos regulares.

  • B.

    O sangramento uterino disfuncional corresponde a sangramento uterino relacionado a causas anatômicas ou sistêmicas.

  • C.

    A menometrorragia é o sangramento excessivo e prolongado que ocorre em intervalos irregulares.

  • D.

    A polimenorreia corresponde a sangramento uterino em intervalo inferior a quatorze dias.

  • E.

    A oligomenorreia corresponde a sangramento uterino em intervalo inferior a trinta e cinco dias.

Questão 634591

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 35

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Em relação a distúrbios do desenvolvimento puberal, é correto afirmar que

  • A.

    o brotamento das mamas costuma ser a primeira alteração puberal reconhecida.

  • B.

    a menarca é a segunda alteração puberal que normalmente ocorre no desenvolvimento da puberdade.

  • C.

    durante o estirão de crescimento associado à puberdade, os ossos longos do corpo se alongam, e as epífises não se fecham.

  • D.

    a secreção de hormônio do crescimento diminui juntamente com o aumento de gonodotropina no início da puberdade.

  • E.

    o surgimento dos pelos pubianos ocorre após a menarca.

Questão 634592

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 36

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

A avaliação de pacientes no climatério, em reposição hormonal, deve incluir

  • A.

    mamografia anual.

  • B.

    avaliação do endométrio, que está normalmente espessado.

  • C.

    ultrassonografia transvaginal obrigatória.

  • D.

    exame ginecológico não periódico.

  • E.

    dosagem hormonal a cada três meses.

Questão 634593

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 37

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Foi atendida no centro de saúde uma paciente de vinte e dois anos de idade que relatou haver tido quatro gestações, três das quais culminaram em abortos precocemente provocados. A paciente iniciou a atividade sexual aos quatorze anos de idade. Na consulta ginecológica, queixou-se de que havia dois meses estava com corrimento vaginal de cor amarelada, odor fétido e dispareunia.

Assinale a opção que apresenta a conduta a ser adotada nesse caso.

  • A.

    Realizar exame a fresco (microscopia), para verificar presença de clue cells ! células epiteliais vaginais que constituem um dos melhores indicadores de vaginose se recobertas de Gardnerellas vaginalis, que aderem à membrana celular.

  • B.

    Realizar o Whiff-test, que consiste em adicionar uma ou duas gotas de hidróxido de potássio (KOH) a 15% à secreção vaginal e depositar em uma lâmina. Se for positivo, caracteriza-se a vaginose.

  • C.

    Não colher citologia oncótica, pois a paciente não apresenta indicação para realização do exame.

  • D.

    Realizar tratamento para clamídia, já que os sinais e os sintomas são característicos de vulvovaginite por clamídia.

  • E.

    Não fazer exame a fresco, uma vez que este não ajuda para diagnóstico de vulvovaginites.

Questão 634594

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 38

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

A respeito das doenças inflamatórias pélvicas (DIP) agudas e crônicas, assinale a opção correta.

  • A.

    Os tratamentos devem incluir antibióticos de amplo espectro.

  • B.

    A gravidez ectópica não deve ser um dos diagnósticos diferenciais de doença inflamatória pélvica.

  • C.

    A doença inflamatória não produz risco de infertilidade.

  • D.

    Não são fatores de risco para as doenças inflamatórias pélvicas (DIP) parceiros sexuais múltiplos.

  • E.

    A laparoscopia não é considerada o padrão-ouro para o diagnóstico, que também pode ser terapêutico.

Questão 634595

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 39

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

No que se refere às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), assinale a opção correta.

  • A.

    A combinação de úlcera não dolorosa com adenopatia inguinal sensível é sugestiva de uma DST conhecida como cancro mole e, quando acompanhada de adenopatia inguinal supurativa, é patognomônica.

  • B.

    O uso de doxiciclina 100 mg VO 12/12hs, por sete dias não é o preferencial no tratamento de DST por Chlamydia trachomatis.

  • C.

    A gonorreia é sintomática em uma faixa de 60% a 80% dos casos de mulheres infectadas.

  • D.

    Herpes simples é a DST ulcerativa menos frequente.

  • E.

    A sífilis, geralmente adquirida por contato sexual, transfusão de sangue ou de forma transplacentária em qualquer período da gestação, é uma doença sistêmica de fácil detecção e de tratamento simples, barato e totalmente eficaz.

Questão 634596

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Ginecologia / Questão 40

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Acerca de abdômen agudo em ginecologia, é correto afirmar que

  • A.

    o teste do psoas não deve ser realizado em pacientes com suspeita de abdômen agudo.

  • B.

    a apendicite aguda, a salpingite aguda e o cisto hemorrágico ovariano são afecções que podem levar a um abdômen agudo.

  • C.

    o tratamento é sempre cirúrgico em pacientes com abdômen agudo.

  • D.

    são comuns relatos de quadros de abdomens agudos sem dor.

  • E.

    o sinal de Blumberg não deve ser realizado em pacientes com quadro de abdômen agudo.