Medicina Especialidade Oncologia (Cancerologia Clínica)

Um paciente de 75 anos de idade e tabagista de 50 maços por ano informou apresentar tosse matinal desde os 50 anos de idade. Passados 10 anos, começou a sentir a associação de dispneia aos esforços moderados e gripes frequentes. Tais sintomas intensificaram-se em uma frequência de pelo menos 4 meses ao longo do ano. Resolveu buscar assistência médica a partir do momento em que notou grande dificuldade para barbear-se e tomar banho sozinho. O exame físico revelou redução global do murmúrio vesicular. A radiografia de tórax mostrou retificação da cúpula diafragmática. Com a realização da espirometria, identificou-se capacidade vital forçada (CVF) a 60% do previsto, com VEF1 a 30% do previsto e índice de Tiffenau com valor de 50%, sem resposta ao uso do broncodilatador.

Com referência ao quadro clínico acima, julgue os itens que se seguem.

De acordo com o conteúdo das informações, é provável que a dispneia do paciente seja do tipo expiratória.
  • C. Certo
  • E. Errado