Medicina Especialidade Otorrinolaringologia

Sobre os tumores de parótida que se dividem em benignos e malignos, assinale a afirmativa INCORRETA.
  • A. O carcinoma adenoide cístico ocupa o segundo lugar em malignidade na parótida. Apresenta-se como uma massa nodular consistente à palpação, indolor, fixação aos planos profundos e paralisia do facial, no caso da parótida.
  • B. O adenoma pleomórfico é o neoplasma mais comum das glândulas salivares. A sialografia é de grande utilidade diagnóstica em tumores de grandes dimensões, pois mostra uma imagem característica de “bola na mão”, ou seja, imagem de compressão do tumor na árvore ductal.
  • C. O carcinoma em adenoma pleomórfico exibe transformação maligna de apenas um componente existente em um adenoma pleomórfico, como se comprova no seu estudo das metástases. Entre todas as características descritas para diagnosticar a neoplasia, sem dúvida, a presença de metástase é o argumento definitivo e final.
  • D. É importante a utilização na parótida da biópsia por congelamento durante a cirurgia, após a remoção de um nódulo. Caso a biópsia por congelamento indicar adenoma pleomórfico, a remoção do lobo envolvido encerra o tratamento; os sinais histológicos de tumor maligno necessitam de remoção maior de tecido peritumoral para garantir margem de segurança.