Medicina Especialidade Pneumologia

Paciente de 22 anos, sexo feminino, procura unidade de pronto atendimento com relato de tosse seca, dispneia e sibilância desde a adolescência. Faz uso de salbutamol por via inalatória quando julga necessário, utilizando-o entre quatro a sete vezes por semana. Não é tabagista, não possui animais de estimação e não faz uso de outras medicações.

A conduta mais aconselhável para esta paciente é a de

  • A. aumentar a dose do salbutamol.
  • B. acrescentar ipratropio inalatório.
  • C. acrescentar corticoide por via inalatória.
  • D. adicionar beta-2-agonista de longa duração.
  • E.

    manter a medicação atual e fazer controle mensal ambulatorial.