Medicina Especialidade Psiquiatria

Paciente do sexo feminino, de sessenta e um anos de idade, solteira, natural de Fortaleza e morando em Brasília, que se encontra em tratamento no CAPS em regime de hospital-dia, possui história de diversas internações psiquiátricas desde a juventude. A paciente relatou que teve dois filhos de pais diferentes — mas não tem contato com eles; disse também sobre, no momento, não ter nenhum vínculo social e nunca ter tido trabalho regular. Ao conversar com ela, percebem-se aspectos como discurso não espontâneo, conteúdo limitado — pobre, monossilábico, desconexo — e mescla de delírios de religiosidade e para-normalidade. Frequentemente a paciente repete a última ou últimas palavras que o entrevistador diz. Ela está desorientada no tempo e no espaço. Às vezes identifica falsamente uma pessoa estranha como se fosse conhecida. Passa a maior parte do tempo isolada. Apresenta movimentos bucolinguomastigatórios, movimentos lateralizados de mandíbula e movimentos coreoatetoides de língua com frequência. Por fim, a paciente tem dificuldade em tomar as medicações regularmente e apresenta piora evidente do quadro ao suspender os remédios.

Com base nesse caso clínico, julgue os itens a seguir.

A paciente citada apresenta síndrome de Capgras.
  • C. Certo
  • E. Errado