Medicina Especialidade Psiquiatria

Anulada! Essa questão foi anulada pela banca!
Sobre a Eletroconvulsoterapia (ECT), assinale a alternativa correta.
  • A. Alguns estudos afirmam que a ECT deve levar a efeitos neuroprotetores e neurotrópicos.
  • B. Sua taxa de mortalidade gira em torno de 1 a 4 complicações graves por 100.000 tratamentos, sendo que a maior parte das intercorrrências é atribuída a doenças clínicas pré-existentes, como cardiopatias em pacientes idosos.
  • C. São contraindicações absolutas para a ECT: lesões intracranianas ou condições associadas a aumento da pressão intracraniana, história de acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio recente com descompensação cardíaca, hipertensão arterial sistêmica grave (principalmente se relacionadas à feocromocitoma), presença de fatores de risco para hemorragia intracraniana e qualquer condição associada a um escore de risco 4 ou 5 da American Society of Anesthesiologists (ASA).
  • D. Desde a sua introdução, a ECT passou por inúmeros aperfeiçoamentos técnicos. Entre estes, inclui-se o relaxamento muscular (com succinilcolina), anestesia de curta ação, pré-oxigenação, uso de estímulo elétrico mais efetivo, posicionamento unilateral dos eletrodos e monitoramento mais completo da convulsão.
  • E. O efeito adverso mais importante da ECT consiste no déficit de memória, que se apresenta como confusão pós-ictal, amnésia retrógrada e/ou anterógrada, ou, ainda, em uma minoria de pacientes, como um déficit de memória subjetivo de longa duração (difícil de detectar e quantificar objetivamente).