Medicina Especialidade Psiquiatria

Uma professora de 36 anos vai ao ginecologista e relata dores musculares, impaciência, desatenção e insônia. Conta que, durante toda respectiva vida, sempre sentiu considerável tensão muscular, mas que isso piorou nos últimos 8 meses. Diz que se preocupa muito e que desde que teve o primeiro filho, no ano anterior, sua apreensão ampliou, e ela não consegue parar de se preocupar, mesmo quando se pleiteia ativamente para isso. Preocupa-se com uma série de coisas: o recente atentado na Somália; as discussões a respeito “do que seria erotização e arte” nas mídias; a greve dos professores do ensino público; se ela e o marido conseguirão cuidar bem do filho; e a “atual crise econômica e política” no País. Nega outros sintomas e uso de substâncias.

Com base no caso clínico apresentado e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

A venlafaxina – um inibidor não seletivo da recaptação de serotonina, norepinefrina e, em menor grau, de dopamina – é eficaz no tratamento de insônia, má concentração, inquietação, irritabilidade e tensão muscular excessiva associadas a esse transtorno.
  • C. Certo
  • E. Errado