Medicina Especialidade Psiquiatria

O consumo de crack se transformou, nos últimos vinte e cinco anos, em um dos principais problemas de saúde pública em diversos países do mundo; entre os quais, o Brasil. A respeito dos aspectos clínicos e epidemiológicos do consumo de cocaína e crack, assinale a opção correta.
  • A. Desde o início da epidemia, o consumo de crack persiste como uma droga restrita aos guetos e à população socialmente marginalizada.
  • B. O uso concomitante de cocaína e crack tem prognóstico similar ao uso isolado de qualquer uma dessas duas drogas.
  • C. A progressão da síndrome de abstinência da cocaína após o uso inalado é caracterizada pelas fases de crash, abstinência e potencialização e pode ser explicada pela disponibilidade, tolerância e procura do usuário por efeitos mais intensos.
  • D. Os usuários de cocaína estão entre os pacientes com os mais altos índices de abandono, mas com baixas taxas de melhora para os que permanecem em tratamento.
  • E. Os narcóticos anônimos (NA) são grupos de mútua ajuda caracterizados por regras flexíveis de funcionamento, sem vínculo religioso ou registro das reuniões e com objetivo fundamentado na abstinência.