Medicina Especialidade Medicina Nuclear Radiologia

O radiologista, no seu dia a dia, deve fazer escolhas delicadas acerca de qual procedimento de imagem adotar com base nas necessidades apresentadas pelo paciente, levando em consideração os sintomas, sinais e histórico do mesmo, o que requer conhecimento atualizado dos métodos radiológicos e, em especial, do neuroimageamento quando se trata do cérebro. Sobre avaliação radiológica do cérebro e de outros conteúdos cranianos, é INCORRETO afirmar que
  • A. o uso de ultrassonografia na avaliação das estruturas intracranianas é limitado pela espessa calota craniana no adulto.
  • B. angiografia é, usualmente comum, como parte da avaliação diagnóstica de neoplasias ou outras doenças neurológicas, especialmente em idosos.
  • C. o uso rotineiro da TC não contrastada antes da TC contrastada só é recomendado para lesões consideradas com componentes hemorrágicos ou calcificados.
  • D. devido à sua sensibilidade aumentada e ampla disponibilidade, a RM é um procedimento adequado na avaliação inicial de pacientes com suspeita de tumor intracraniano.