Mulher, de 38 anos de idade, com diagnóstico de macropro­ lactinoma (adenoma com 2,4 x 1,8 cm e extensão suprasselar), vem em uso de cabergolina (1 mg/semana) há 27 meses. Menstrua regularmente, não tem galactorreia, e os últimos exames revelaram níveis de PRL de 15 ng/mL (VR: 2,8-29,2). Na ressonância magnética, observa-se resíduo tumoral de 0,9 cm, intrasselar. Qual é amelhor conduta para essa paciente?

  • A.

    Suspender a cabergolina e reintroduzi-la se a PRL voltar a se elevar.

  • B.

    Reduzir a dose de cabergolina para 0,5 mg/semana é a única conduta a ser seguida.

  • C.

    Suspender a cabergolina apenas na menopausa

  • D.

    Administrar a cabergolina quinzenalmente.

  • E.

    Aumentar a dose para 2 mg/semana.