Muitas células já foram implicadas na origem da célula de Reed-Stemberg (RS). Entretanto, de acordo com os estudos moleculares mais recentes e os achados de imunofenotipagem revelando que 20-25% dessas células expressam o antígeno CD 20, a célula de RS, mais provavelmente, representa uma proliferação  monoclonal  de

  • A.

    Monócito

  • B.

    Linfócitos B.

  • C.

    Linfócitos T.

  • D.

    Histiócito.

  • E.

    Célula NK.