O diagnóstico da asma é eminentemente clínico, no entanto, alguns exames complementares podem ser úteis. Em relação a esses exames, pode-se afirmar que

  • A.

    a espirometria auxilia no diagnóstico e permite graduar a obstrução brônquica.

  • B.

    caracteristicamente, a radiografia de tórax apresenta atelectasias laminares.

  • C.

    a medida do pico de fluxo expiratório (PFE) mostra que o asmático tende a apresentar estabilidade do PFE ao longo do dia.

  • D.

    um exame espirométrico normal afasta a possibilidade do diagnóstico de asma.

  • E.

    a realização de gasometria arterial deve ser rotineiramente indicada nos pacientes asmáticos que procuram um pronto-socorro em crise.