Trata-se de uma contraindicação absoluta de eletroconvulsoterapia (ECT):

  • A.

    paciente no oitavo mês de gravidez.

  • B.

    paciente portador de tumor cerebral benigno

  • C.

    paciente com depressão associada à dependência quimica.

  • D.

    paciente com depressão associada à epilepsia.

  • E.

    paciente portador de Diabetes mellitus, mesmo compensado.