Paciente de 33 anos interrompeu o anticoncepcional oral há cerca de oito meses para tentar engravidar. Evolui com ciclos regulares, fluxo leve a moderado e percepção de muco ovulatório. Trouxe ultrassonografia endovaginal pós-menstrual que revelou “dois nódulos hipoecoicos intramurais/subserosos em parede corporal posterior, medindo 2,1cm e 1,3cm, sugestivos de leiomioma e que não atingem a cavidade endometrial. Ovários sem alterações e contagem de folículos antrais: 16”.


Nesse caso, é correto afirmar que deve-se

  • A.

    tranquilizar a paciente de que os miomas são tumores benignos e provavelmente estes não afetam a fertilidade.

  • B.

    tranquilizar a paciente sobre a natureza benigna dos miomas e encaminhar para embolização das artérias uterinas.

  • C.

    prescrever análogos do GnRH por seis meses e, posteriormente, encaminhar para miomectomia laparoscópica.

  • D.

    prescrever inibidores da aromatase por três meses, reavaliar com ressonância magnética e realizar indução da ovulação por três ciclos.