Questão de concurso
1
Q1631247
Medicina Medicina Intensiva
Atalhos
Compartilhar
Ano: 2020
Banca: Universidade Federal do Paraná - FUNPAR NC UFPR
Prova: FUNPAR NC UFPR - CHC UFPR - Complexo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná - Residência emClínica Médica - Área: Medicina Intensiva

M.N., 62 anos, hipertenso, diabético e tabagista, com história de perda de força muscular à direita e confusão mental de início súbito há 5 horas. Agora, familiares referem que o paciente está mais calmo e com retorno dos movimentos do braço direito. Ao exame, Glasgow 14, PA 160/100 mmHg, FC 70 bpm, FR 15 ipm, T 36,2C, 95% em ar ambiente, pares cranianos normais, exceto pela assimetria facial, hemianopsia homônima direita, FM grau IV em dimídio direito, grau V em dimídio esquerdo, tônus e reflexos diminuídos em dimídio direito e normais à esquerda, sensibilidade aparentemente preservada, mas com afasia mista. NIHSS 12. TAC de crânio de emergência sem contraste, apresenta sinais de perda da transição córtico medular em território ACM esquerda. ASPECTS 8. Ainda não está disponível a rotina laboratorial de triagem e familiares negam uso de anticoagulante ou disfunção renal prévia. De acordo com o caso, a proposta terapêutica inicial é:

A

transferência para centro especializado em AVC (distante 20 min de ambulância nesse horário), para tentativa de trombectomia mecânica.

B

alteplase 0,9 mg/kg, dose máxima de 90 mg; fazer 10% em 2 min e o restante em 60 min, não sendo necessário aguardar o resultado dos exames de triagem.

C

jejum até avaliação pela fonoterapeuta, enalapril 10 mg 2x/dia, hidroclorotiazida 25 mg 1x/d e AAS 300 mg (todos com início imediato).

D

insulina regular 100U em SG5% 100 mL; manter em bomba infusora EV, visando ao controle restrito da glicemia entre 80 e 130 mg/dL.

E

internamento em unidade de reabilitação, para assistência com fonoterapia, fisioterapia motora e respiratória precoce.