"Ser um regente coral é como ser, ao mesmo tempo, organista e construtor de órgãos - o regente deve construir o instrumento coral com a mesma competência que o toca" (BRANDVIK, 1993, p. 148). Com base no texto acima apresentado, analise as afirmações a respeito da função do regente na formação de grupos vocais na atualidade:

I O regente deve trabalhar a homogeneidade coral como uma proposta timbrística única, de afinação refinada e unificada da produção dos sons vocálicos, da precisão rítmica e do equilíbrio sonoro.

II Uma vez que o resultado sonoro do coral depende do desenvolvimento técnico dos cantores, é preciso que o regente assuma a função de pianista e preparador vocal, instruindo, sobretudo, os vários fundamentos da técnica vocal.

III Será necessário que o regente conscientize os cantores a respeito de uma produção vocal adequada e saudável, orientando também o desenvolvimento da habilidade de "transitar" de um registro vocal para outro sem que haja perda da qualidade sonora.

IV A precisão rítmica deve ser desenvolvida pelo regente através de um senso comum de ritmo interno e do trabalho com a dicção, uma vez que muitos problemas rítmicos estão relacionados à articulação consonantal deficiente, à duração incorreta dos sons vocálicos e à precipitação dos ditongos.

V Um grupo vocal que se propõe a executar obras de estilos diferentes deve evitar ter um som único. Com conhecimento técnico eficiente, regente e cantores podem desenvolver um trabalho de exploração de sonoridades vocais diversas, apropriadas para a execução de repertório de diferentes estilos.

Estão corretos os itens:

  • A.

    I e II.

  • B.

    II e III.

  • C.

    II, III e V.

  • D.

    I, III, IV e V.

  • E.

    I, II, III, IV e V.