Questões de Concursos Prefeitura de Paraibuna - SP

Ver página Prefeitura de Paraibuna - SP Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 1208683

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 1

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

O texto a seguir é referência para as questões de 1 a 3:


A CHEGADA


Vera, Sílvia e Emília Foram as primeiras a descer na rodoviária de Atibaia quando o ônibus estacionou.

- Respiram fundo - manda Vera, e as outras duas obedecem.

- Já sentiram a diferença do ar?

Sílvia inspira com sofreguidão, retém a respiração por alguns segundos e depois libera o ar dos pulmões. Sorri:

- Já! E que diferença! nem parece que estamos tão perto de São Paulo e de toda aquela poluição...

- É mesmo - concorda Emília. - Parece que aqui o ar corresponde àquela descrição que aparece nos livros de ciências...

- ''Incolor e inodoro'' - apressa-sse em completar Vera.

- Mas essas não são as qualidades da água? - inquieta-se Sílvia.

- Eu lá quero saber? Estou de férias... - graceja Vera.

As três sorriem.

Vera tem 21 anos, é estudante de Letras. Sílvia , da mesma idade, estuda Psicologia. Emília, 19, está no primeiro ao de pedagogia. As três são professoras do curso primário no mesmo colégio de São Paulo.

- E agora, Vera? - pergunta Sílvia. - Como fazemos para chegar na casa da sua tia?

- Pegamos um taxi do Ângelo, que deve estar esperando a gente. Eu telefonei ontem para ele combinando.

- Cidade pequena tem isso de legal - comenta Sílvia -, a gente conhece até os motoristas de táxi pelo nome.

- Também - desdenha Emília -, devem ser só três ou quatro em tora Atibaia.

- As duas estão erradas - corrige Vera.

- Não conheço todos os motoristas pelo nome, e aqui tem muito mais do que três ou quatro dona Emília. O caso é que o Ângelo é uma pessoa especial, ele é filho da Eulália.

Sílvia e Emília não compreendem. Vera logo acrescenta:

- A Eulália mora com minha tia Irene. É a pessoa mais querida do universo inteiro! Eu simplesmente amo ela...

- A ''moela'', que eu saiba, é um órgão das galinhas, meu bem... - diz Emília, sarcasticamente.

- Não enche, Emília, a gente ''estamos'' de férias, ''tá bão''? - graceja Sílvia.

- Não senhora! - protesta Emília. - Temos um exemplo a dar. Uma professora deve estar sempre alerta!

- Para mim isso é lema de escoteiro... - diz Vera, sem perder o bom humor.

Neste momento, um grande carro branco estaciona junto delas. O motorista, negro e jovem, sai e vem cumprimentar Vera. Ela o abraça e beija, para espanto das amigas.

- Ângelo, estas aqui são duas colegas minhas lá de São Paulo, a Sílvia e a Emília.

Ângelo sorri para elas e estende a mão:

- Muito prazer, eu sou o Ângelo - e aperta com força a mão de cada uma delas.

- Vamos lá? A minha mãe está esperando vocês com um almoço daqueles que só ela sabe fazer. Parece até uma festa de casamento!

Enquanto fala, Ângelo abre as portas do carro para que as moças entrem. Recolhe as maletas que elas haviam deixado no chão e as guarda no porta-malas do carro.

A caminho da casa da tia de Vera, Sílvia e Emília não param de falar.

(BAGNO, Marcos. A Língua de Eulália: Novela Sociolingúistica, 17. ed., 3ª reimpressão. São Paulo: Conexto, 2014. p. 9, 10)



A alternativa que se adequa à organização do texto é a:

  • A.

    Encadeiam-se proposições com vista à defesa de opinião e ao convencimento do interlocutor.

  • B.

    Empregam-se formas de linguagem com a intenção de levar o destinatário, ouvinte ou leitor, a praticar atos ou ter atitudes.

  • C.

    Há sequenciação de fatos que envolvem personagens movidos por certos propósitos e respectivas ações encadeadas na linha do tempo e traços que servem para caractetizar a composição de um ambiente, de um ser vivo, de um objeto, de um conceiro, de um evento.

  • D.

    Há sequenciação de fatos que envolvem personagens movidos por certos propósitos e respectivas ações encadeadas na linha do tempo.

  • E.

    Nenhuma das alternativas anteriores.

Questão de Concurso - 1208687

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 2

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

O texto a seguir é referência para as questões de 1 a 3:


A CHEGADA


Vera, Sílvia e Emília Foram as primeiras a descer na rodoviária de Atibaia quando o ônibus estacionou.

- Respiram fundo - manda Vera, e as outras duas obedecem.

- Já sentiram a diferença do ar?

Sílvia inspira com sofreguidão, retém a respiração por alguns segundos e depois libera o ar dos pulmões. Sorri:

- Já! E que diferença! nem parece que estamos tão perto de São Paulo e de toda aquela poluição...

- É mesmo - concorda Emília. - Parece que aqui o ar corresponde àquela descrição que aparece nos livros de ciências...

- ''Incolor e inodoro'' - apressa-sse em completar Vera.

- Mas essas não são as qualidades da água? - inquieta-se Sílvia.

- Eu lá quero saber? Estou de férias... - graceja Vera.

As três sorriem.

Vera tem 21 anos, é estudante de Letras. Sílvia , da mesma idade, estuda Psicologia. Emília, 19, está no primeiro ao de pedagogia. As três são professoras do curso primário no mesmo colégio de São Paulo.

- E agora, Vera? - pergunta Sílvia. - Como fazemos para chegar na casa da sua tia?

- Pegamos um taxi do Ângelo, que deve estar esperando a gente. Eu telefonei ontem para ele combinando.

- Cidade pequena tem isso de legal - comenta Sílvia -, a gente conhece até os motoristas de táxi pelo nome.

- Também - desdenha Emília -, devem ser só três ou quatro em tora Atibaia.

- As duas estão erradas - corrige Vera.

- Não conheço todos os motoristas pelo nome, e aqui tem muito mais do que três ou quatro dona Emília. O caso é que o Ângelo é uma pessoa especial, ele é filho da Eulália.

Sílvia e Emília não compreendem. Vera logo acrescenta:

- A Eulália mora com minha tia Irene. É a pessoa mais querida do universo inteiro! Eu simplesmente amo ela...

- A ''moela'', que eu saiba, é um órgão das galinhas, meu bem... - diz Emília, sarcasticamente.

- Não enche, Emília, a gente ''estamos'' de férias, ''tá bão''? - graceja Sílvia.

- Não senhora! - protesta Emília. - Temos um exemplo a dar. Uma professora deve estar sempre alerta!

- Para mim isso é lema de escoteiro... - diz Vera, sem perder o bom humor.

Neste momento, um grande carro branco estaciona junto delas. O motorista, negro e jovem, sai e vem cumprimentar Vera. Ela o abraça e beija, para espanto das amigas.

- Ângelo, estas aqui são duas colegas minhas lá de São Paulo, a Sílvia e a Emília.

Ângelo sorri para elas e estende a mão:

- Muito prazer, eu sou o Ângelo - e aperta com força a mão de cada uma delas.

- Vamos lá? A minha mãe está esperando vocês com um almoço daqueles que só ela sabe fazer. Parece até uma festa de casamento!

Enquanto fala, Ângelo abre as portas do carro para que as moças entrem. Recolhe as maletas que elas haviam deixado no chão e as guarda no porta-malas do carro.

A caminho da casa da tia de Vera, Sílvia e Emília não param de falar.

(BAGNO, Marcos. A Língua de Eulália: Novela Sociolingúistica, 17. ed., 3ª reimpressão. São Paulo: Conexto, 2014. p. 9, 10)



A alternativa que NÃO se adequa ao texto é a:

  • A.

    Surgem personagens diferentes, lugares e tempos e ações as mais diversas.

  • B.

    Numa primeira leitura, sempre será impossível encontrar qualquer ponto para o qual convirjam tantas variáveis em relação às personagens, aos lugares, e aos tempos que dê unidade ao texto.

  • C.

    Por se tratar de um bom texto, por trás do aparente caos, há ordem.

  • D.

    O primeiro parágrafo do texto revela um sentimento de ansiedade por parte das personagens.

  • E.

    Nenhuma das alternativas anteriores.

Questão de Concurso - 1208691

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 3

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

O texto a seguir é referência para as questões de 1 a 3:


A CHEGADA


Vera, Sílvia e Emília Foram as primeiras a descer na rodoviária de Atibaia quando o ônibus estacionou.

- Respiram fundo - manda Vera, e as outras duas obedecem.

- Já sentiram a diferença do ar?

Sílvia inspira com sofreguidão, retém a respiração por alguns segundos e depois libera o ar dos pulmões. Sorri:

- Já! E que diferença! nem parece que estamos tão perto de São Paulo e de toda aquela poluição...

- É mesmo - concorda Emília. - Parece que aqui o ar corresponde àquela descrição que aparece nos livros de ciências...

- ''Incolor e inodoro'' - apressa-sse em completar Vera.

- Mas essas não são as qualidades da água? - inquieta-se Sílvia.

- Eu lá quero saber? Estou de férias... - graceja Vera.

As três sorriem.

Vera tem 21 anos, é estudante de Letras. Sílvia , da mesma idade, estuda Psicologia. Emília, 19, está no primeiro ao de pedagogia. As três são professoras do curso primário no mesmo colégio de São Paulo.

- E agora, Vera? - pergunta Sílvia. - Como fazemos para chegar na casa da sua tia?

- Pegamos um taxi do Ângelo, que deve estar esperando a gente. Eu telefonei ontem para ele combinando.

- Cidade pequena tem isso de legal - comenta Sílvia -, a gente conhece até os motoristas de táxi pelo nome.

- Também - desdenha Emília -, devem ser só três ou quatro em tora Atibaia.

- As duas estão erradas - corrige Vera.

- Não conheço todos os motoristas pelo nome, e aqui tem muito mais do que três ou quatro dona Emília. O caso é que o Ângelo é uma pessoa especial, ele é filho da Eulália.

Sílvia e Emília não compreendem. Vera logo acrescenta:

- A Eulália mora com minha tia Irene. É a pessoa mais querida do universo inteiro! Eu simplesmente amo ela...

- A ''moela'', que eu saiba, é um órgão das galinhas, meu bem... - diz Emília, sarcasticamente.

- Não enche, Emília, a gente ''estamos'' de férias, ''tá bão''? - graceja Sílvia.

- Não senhora! - protesta Emília. - Temos um exemplo a dar. Uma professora deve estar sempre alerta!

- Para mim isso é lema de escoteiro... - diz Vera, sem perder o bom humor.

Neste momento, um grande carro branco estaciona junto delas. O motorista, negro e jovem, sai e vem cumprimentar Vera. Ela o abraça e beija, para espanto das amigas.

- Ângelo, estas aqui são duas colegas minhas lá de São Paulo, a Sílvia e a Emília.

Ângelo sorri para elas e estende a mão:

- Muito prazer, eu sou o Ângelo - e aperta com força a mão de cada uma delas.

- Vamos lá? A minha mãe está esperando vocês com um almoço daqueles que só ela sabe fazer. Parece até uma festa de casamento!

Enquanto fala, Ângelo abre as portas do carro para que as moças entrem. Recolhe as maletas que elas haviam deixado no chão e as guarda no porta-malas do carro.

A caminho da casa da tia de Vera, Sílvia e Emília não param de falar.

(BAGNO, Marcos. A Língua de Eulália: Novela Sociolingúistica, 17. ed., 3ª reimpressão. São Paulo: Conexto, 2014. p. 9, 10)



Em relação à seguinte passagem ''-Mas essas não são as qualidade da água? - inquieta-se Sílvia'' pode-se afirmar em relação ao narrador:

  • A.

    Conhece os fatos, mas não invade o interior da personagem.

  • B.

    O narrador pode ser chamado de narrador-personagem.

  • C.

    O narrador está presente na narrativa, sendo um personagem secundário.

  • D.

    Ele conhece tudo. Age como se pairasse acima dos acontecimentos e tudo visse.

  • E.

    Nenhuma das alternativas anteriores.

Questão de Concurso - 1208698

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 4

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

Marque a alternativa em que o valor significativo da preposição destacada é o de agente da passiva:

  • A.

    O bom rei é amado de todos.

  • B.

    Morreu de frio.

  • C.

    Viajou de ônibus.

  • D.

    Veio de casa.

  • E.

    Fez de limão limonada.

Questão de Concurso - 1208700

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 5

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

O verbo conjugado no pretérito perfeito do modo indicativo está presente em:

  • A.

    Eu fui professor.

  • B.

    Eu sou professor.

  • C.

    Eu fora professor.

  • D.

    Eu serei professor.

  • E.

    Eu era professor.

Questão de Concurso - 1208709

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 6

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

Marque a alternativa em que a relação de interjeições com os sentimentos expressos está INCORRETA:

  • A.

    Alegria: oh!, ah!, oba!, viva!, opa!

  • B.

    Dor: ui!, ai!

  • C.

    Silêncio: psiu!, pchiu!, chiu!, silênio!

  • D.

    Indignação: salve!, olá!, ora viva!

  • E.

    Impaciência: arre!, diabo!, hum!, diacho!, raios!

Questão de Concurso - 1208739

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 7

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

Observa-se uma passagem em que há falha na regência verbal:

  • A.

    O técnico chamou os melhores atletas.

  • B.

    Foi no colégio.

  • C.

    Os jovens constituem o futuro do país.

  • D.

    O livro custou caro.

  • E.

    Nenhuma das alternativas anteriores.

Questão de Concurso - 1208747

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 8

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

Coloque C ou I nos parênteses, conforme esteja correta ou incorreta as afirmações acerca dos termos destacados a seguir:


( ) Em ''Sairemos nas Férias'' expõe-se sentido de tempo.

( ) Em ''Saíram em viagem de navio'', expõe-se sentido de meio.

( ) Em ''O professor andava muito feliz'', apresenta-se sentido de intensidade.

( ) Em ''Morava na região sudeste'', apresenta-se sentido de lugar.

( ) Em ''Mesmo com chuva, caminharemos'', expõe-se sentido de tempo.


Assinale a sequência CORRETA:


  • A.

    l - l - l - l - l.

  • B.

    l - l - C - C - l.

  • C.

    l - C - C - C - C.

  • D.

    l - C - l - l - C.

  • E.

    C - C - C - C - l.

Questão de Concurso - 1208755

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 9

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

A opção em que há um ERRO de grafia é:

  • A.

    Impaciente.

  • B.

    Inexorável.

  • C.

    Impassível.

  • D.

    Indolente.

  • E.

    Insencível.

Questão de Concurso - 1208773

Concurso Fiscal de Posturas 2019

Questão 10

Instituto Brasileiro de Incentivo ao Desenvolvimento Organizacional Eireli (IBDO)

Nível Médio

Coloque C ou I nos parênteses, conforme esteja correta ou incorreta as afirmações a seguir:


( ) Na palavra ''Embora'' temos um processo formador de palavra denominado Composição por justaposição.

( ) Na palavra ''Pé-de-moleque'' temos um processo formador de palavra denominado Composição por aglutinação

( ) Na palavra ''Planalto'' temos um processo formador de palavra denominado Composição por aglutinação.

( ) Na palavra ''Vinagre'' temos um processo formador de palavra denominado Composição por aglutinação.

( ) Na palavra ''Arco-íris'' temos um processo formador de palavra denominado Composição por justaposição.


Assinale a sequência CORRETA:



  • A.

    I - I - I - I - I

  • B.

    I - I - C - C - I

  • C.

    I - I - C - C - C

  • D.

    C - I - C - I - I

  • E.

    C - C - C - C - C