Questões de Concurso de Desigualdade social no Brasil - Sociologia (Ciências Sociais)

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 724705

Concurso CD Analista Legislativo - Área Consultor Legislativo 2014

Questão 188

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

O Projeto UNESCO, datado do início da década de cinquenta do século passado, foi criado para que se avaliasse a questão racial no Brasil e, embora não tenha produzido grande impacto social, reafirmou e fortaleceu as avaliações culturalistas relativas ao problema racial brasileiro.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 477565

Concurso Metrô Analista Desenvolvimento Gestão Junior - Área Ciências Sociais 2011

Questão 31

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

  • A.

    o município de São Paulo apresenta um percentual de grupos com alta vulnerabilidade menor do que o do Estado.

  • B.

    o Estado de São Paulo caracteriza-se por ser uma região em que predominam os grupos com vulnerabilidade social muito alta e com nenhuma vulnerabilidade.

  • C.

    os grupos com vulnerabilidade social média sobrepõem-se aos grupos com vulnerabilidade social muito baixa, tanto no Estado como no Município de São Paulo.

  • D.

    o Município de São Paulo apresenta uma distribuição normal congruente dos grupos de vulnerabilidade social com aquela encontrada no Estado.

  • E.

    os grupos com vulnerabilidade social média compõem a maioria relativa no município de São Paulo.

Questão de Concurso - 477566

Concurso Metrô Analista Desenvolvimento Gestão Junior - Área Ciências Sociais 2011

Questão 32

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

  • A.

    I-a; II-b.

  • B.

    I-b; II-a.

  • C.

    I-c; II-a.

  • D.

    I-a; II-c.

  • E.

    I-b; II-c.

Questão de Concurso - 560257

Concurso SEE Professor de Educação Básica - Área Sociologia 2011

Questão 48

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

Dados do IBGE para o ano de 2009 mostram que, enquanto a taxa de analfabetismo entre os brancos é de 5,9%, ela é de 13,3% entre os pretos e de 13,4% entre os pardos. Quanto ao analfabetismo funcional, as taxas são de 25,4% para os pretos, 25,7% para os pardos e 15,0% para os brancos. Estes dados evidenciam

  • A.

    a democratização do ensino no Brasil, que garante altos níveis de escolarização.

  • B.

    a importância da educação como mecanismo de ascensão social.

  • C.

    o combate à desigualdade social, que amplia o acesso de pretos e pardos ao sistema escolar.

  • D.

    a desigualdade social, que hierarquiza brancos, pardos e pretos na sociedade brasileira.

Questão de Concurso - 560259

Concurso SEE Professor de Educação Básica - Área Sociologia 2011

Questão 50

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

Dados do IBGE referentes às condições de vida da população brasileira no ano de 2009 mostram que, na região sudeste, 4,0% de crianças de 0 a 14 anos vivem em domicílios sem abastecimento de água, esgotamento sanitário ou coleta de lixo. No estado de Minas Gerais, essa taxa é de 10,9%, idêntica à do Brasil, mas bastante superior às de São Paulo (0,8%) e Rio de Janeiro (0,9%). Com base nesses dados, está correto afirmar que

  • A.

    a desigualdade existente em uma mesma região brasileira não pode ser apreendida apenas do dado geral.

  • B.

    as diferenças existentes entre a região sudeste e as outras regiões brasileiras devem ser destacadas.

  • C.

    o estado de Minas Gerais apresenta índices significativos de saneamento básico quando comparado com as outras regiões brasileiras.

  • D.

    os dados não são significativos para mostrar as diferentes realidades de uma região.

Questão de Concurso - 908966

Concurso IFTO Professor - Área: Sociologia 2017

Questão 49

Nível Superior

As desigualdades sociais no Brasil são motivos de estudos de diversos autores sociais e instituições de pesquisa. Com relação às razões que proporcionaram as raízes essas desigualdades, julgue os itens abaixo e assinale a alternativa correta.

I. Entre o final do século XIX e o começo do século XX houve uma política de imigração europeia dos governos brasileiros, pois imaginava-se, assim, branquear o Brasil.

II. A formação da população brasileira é resultado de decisões políticas tomadas em vários momentos da história. Em muitos casos essas decisões legitimaram o extermínio de indígenas, a escravidão negra, o incentivo à imigração europeia baseado em teorias de evolução social e de hierarquia racial.

III. À medida que a sociedade brasileira se industrializou e urbanizou desenvolveu no País um grande esforço de inclusão social, pois as políticas desenvolvimentistas, traduzido no Plano de Metas, popularmente conhecido como “50 anos em 5” produziu mudanças estruturais, sobretudo para os mais pobres.

IV. O coronelismo vinculado à grande propriedade rural, principalmente no Nordeste, serviu como base de sustentação de uma estrutura agrária concentradora de renda e ausência de educação.

  • A. Os itens I, II e IV estão corretos.
  • B. Os itens I, II e III estão corretos.
  • C. Os itens II, III e IV estão corretos.
  • D. Somente o item IV está correto.
  • E. Todos os itens estão corretos.

Questão de Concurso - 477585

Concurso Metrô Analista Desenvolvimento Gestão Junior - Área Ciências Sociais 2011

Questão 51

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

  • A.

    relação inversa entre a ausência de transporte coletivo de ônibus exclusivamente municipal e o tamanho do município.

  • B.

    maior percentual de transporte coletivo de ônibus exclusivamente municipal, em municípios com de vinte mil e um a cinquenta mil habitantes.

  • C.

    relação direta entre o tamanho do município e probabilidade de existência de transporte coletivo de ônibus exclusivamente municipal.

  • D.

    menor percentual de transporte coletivo de ônibus exclusivamente municipal, em municípios com mais de cinquenta mil e um habitantes.

  • E.

    proporção relativa e contingente por transporte coletivo de ônibus exclusivamente municipal, em municípios com mais de cem mil e um habitantes.

Questão de Concurso - 560266

Concurso SEE Professor de Educação Básica - Área Sociologia 2011

Questão 57

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

Dados da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE sobre mortalidade infantil, para o ano de 2009, mostram que enquanto na região sudeste a taxa é de 16,6%, na nordeste é de 33,2%. Analisando os dados no interior de cada uma dessas regiões vemos que, apesar da taxa discrepante em Alagoas (46,4%), nos demais estados que compõem a região nordeste, elas oscilam ao redor da taxa média da região. Na região sudeste, o estado que registra a taxa mais alta, 19,1%, é o de Minas Gerais, mas, os demais estados mantêm a taxa ao redor da média da região. Está correto afirmar, portanto, que as taxas de mortalidade infantil

  • A.

    variam mais no interior de uma mesma região do que entre as duas regiões consideradas.

  • B.

    variam mais entre as duas regiões consideradas do que no interior de uma mesma região.

  • C.

    não apresentam uma variação significativa entre as duas regiões brasileiras consideradas.

  • D.

    não são significativas para se apreender as desigualdades entre as duas regiões consideradas.

Questão de Concurso - 560267

Concurso SEE Professor de Educação Básica - Área Sociologia 2011

Questão 58

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

O processo que superaria a divisão da nação em raças e promoveria alguma democracia social é chamado por Gilberto Freyre de

  • A.

    democracia racial.

  • B.

    resgate da cidadania.

  • C.

    mestiçagem.

  • D.

    antirracismo.

Questão de Concurso - 445578

Concurso SEE Professor II - Área Sociologia 2011

Questão 24

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

As análises do exercício dos direitos políticos e sociais da Independência aos anos finais da Primeira República, nos textos de Tânia Regina de Luca (in Pinsky, J.; Pinsky C. B., 2003) e de José Murilo de Carvalho (2010), evidenciam uma distância entre as disposições legais e a sua efetivação prática, expressa por fatores tais como

  • A.

    alta porcentagem de população com baixa renda, controle político das oligarquias e alta taxa de analfabetismo.

  • B.

    alta taxa de analfabetismo, grande abstenção nos processos eleitorais e proibição do voto dos analfabetos.

  • C.

    alta taxa de analfabetismo, maioria da população vivendo em áreas rurais, sob controle político dos grandes proprietários e também dos comandantes da Guarda Nacional nas zonas urbanas.

  • D.

    inexistência de tensões sociais entre grupos sociais diferentes e, portanto, reduzida participação política da população.

  • E.

    reduzida participação política da população e satisfação da população com os governos locais.