Pedagogia Educação e Psicologia (Psicopedagogia) Papel da afetividade na aprendizagem

Entende-se que a escola, apesar de ser um lugar privilegiado para que as diversas opiniões sejam manifestadas, tem dificuldade em lidar com os conflitos vivenciados pelos diferentes sujeitos que dela fazem parte. Muito se tem falado em violência, indisciplina, falta de limites, desinteresse em estudar, falta de estrutura familiar e diversas outras causas que buscam justificar tais conflitos; contudo, as intervenções sugeridas não dão conta de subsidiá-los, o que acaba gerando insatisfação por parte da comunidade escolar, pois reflete no desempenho escolar dos alunos.

Para se compreender os conflitos, primeiramente é necessário analisar a origem deles e as possíveis causas de seu desenvolvimento, bem como aspectos inerentes à situação, como sentimentos de angústia, temor, e seus respectivos motivos.

Uma das razões é a negligência para com as necessidades do ser humano, que pode gerar insatisfação e reações adversas, como falta de autocontrole, falta de razão, agressividade e violência. Quanto à mediação ou mesmo à intervenção junto a situações de conflitos, ressalta-se a atitude pacífica, indutiva, respeitando o ser humano em sua totalidade.

As contribuições dos professores deverão constituir-se em:

  • A.

    encaminhamentos dos casos aos especialistas.

  • B.

    processos dialógicos, de negociação ou arbitragem.

  • C.

    participação em cursos sobre psicologia infanto-juvenil.

  • D.

    organização de pequenos grupos de apoio entre si.

  • E.

    notificações às famílias sobre as ocorrências.