Biologia Biologia Forense

A sexagem de restos mortais ou de manchas de sangue, lança mão da amplificação do gene da amelogenina, que se localiza nos cromossomos sexuais. Normalmente o gene da amelogenina apresenta uma diferença de seis nucleotídeos entre homens e mulheres, sendo que o alelo masculino é maior que o feminino. Em um teste de sexagem usando iniciadores da amelogenina, a partir de uma amostra de mancha de sangue, somente um alelo foi amplificado. Isso significa que:
  • A. a amostra pertence a um indivíduo do sexo masculino.
  • B. houve perda alélica do gene da amelogenina do cromossomo Y.
  • C. a amostra pertence a um indivíduo do sexo feminino.
  • D. o resultado é inconclusivo.
  • E. a amostra é necessariamente de sangue menstrual.