Língua Portuguesa Compreensão e Interpretação de Texto Análise das estruturas linguísticas do texto

De acordo com a norma culta, a mistura das pessoas do discurso em um texto, muitas vezes, demonstra a incapacidade do interlocutor em concordá-las de forma coerente e coesa. Algumas vezes, entretanto, a mistura evidencia o respeito à variante linguística como na propaganda de medicamentos genéricos, contratada pelo Ministério da Saúde. O texto veiculado afirmava:

– Genérico é tão bom quanto o remédio de marca, mas custa bem menos.

– Doutor, prescreva genéricos.

– E você, se o médico esquecer, lembra ele.

Considerando o enunciado e o exemplo dado, assinale a alternativa incorreta.

  • A.

    A frase declarativa “Genérico é tão bom quanto o remédio de marca, mas custa bem menos” evoca dois auditórios: o universal, consumidor e o particular, médicos.

  • B.

    Em “Doutor, prescreva genéricos”, o uso do verbo no imperativo, de acordo com a norma culta, está conjugado adequadamente.

  • C.

    Por se tratar de um receptor específico, doutor, foi adequado o uso do verbo “prescreva”, em vez de “receite”, mais apropriado para o auditório universal.

  • D.

    Mesmo com a mudança do receptor, público universal, o adequado seria respeitar a norma culta da Língua Portuguesa e não cometer a inadequação “lembra ele”.