Medicina Especialidade Biomedicina

No laboratório, a coproscopia parasitária tem como objetivo evidenciar e identificar os parasitos que vivem no tubo digestivo do homem, não existindo um método de exame de fezes capaz de evidenciar todos os ovos, larvas de helmintos ou cistos e trofozoitos de protozoários intestinais. Diante disso, assinale a alternativa correta

  • A.

    Os dois métodos mais utilizados rotineiramente em quase todos os laboratórios de análises clínicas são o de sedimentação espontânea (método de Faust) e o de sendimentação por centrifugação (método de Lutz ou Hoffmann, Pons e Janer).

  • B.

    Os conservadores utilizados nas amostras de fezes para envio do material ao laboratório podem ser: o frio, onde se coloca o recipiente contendo as fezes na geladeira; formol a 20%, onde as mesmas devem ser bem homogeneizadas; MIF, conservador muito difundido e o SAF que são as iniciais dos componentes de um dos fixadores mais largamente usados.

  • C.

    Os métodos de exame de fezes podem ser de dois tipos: qualitativos que não acusam a presença de cistos, mas permitem a visualização de ovos e, quantitativos que permitem a contagem dos ovos nas fezes e indicam a quantidade provável de vermes no paciente

  • D.

    O método qualitativo de flutuação espontânea ou método de Willis é usado para pesquisa de ovos de helmintos (principalmente ancilostomídeos) e cistos de protozoários

  • E.

    A solução de lugol é indicada para corar os cistos de protozoários e corar as larvas vivas de helmintos para exame microscópico, possuindo a seguinte fórmula: Iodo (1g), Iodureto de potássio (10g) e Água destilada (100 ml).