Pedagogia Temas Educacionais Pedagógicos Coordenação e Orientação Educacional

Vive-se em uma sociedade do conhecimento, onde há a necessidade do aprendizado contínuo como garantia de sobrevivência. O ambiente organizacional contemporâneo requer um trabalhador pensante, criativo, proativo, analítico, com habilidade para resolução de problemas e tomadas de decisões, capacidade de trabalho em equipe e em total contato com a rapidez de transformação e a flexibilidade dos tempos atuais. É correto afirmar que compete ao pedagogo desenvolver
  • A. nos funcionários a capacidade de pensar de modo sistêmico. Como membro da área de recursos humanos, sua atuação concentra-se em "fazer a cabeça dos funcionários", permitindo que esses últimos "vistam a camisa da empresa" e, assim, fiquem longe da manipulação da representação como dos dirigentes sindicais.
  • B. a gestão de recursos humanos baseada em “obediência e fidelidade versus sobrevivência na empresa”. O pedagogo empresarial foca seus conhecimentos no funcionário e não no produto da empresa. Atua no departamento de recursos humanos (RH), realizando atividades relacionadas ao treinamento e desenvolvimento do trabalhador.
  • C. a capacitação dos recursos humanos, com base no modelo explícito de "resultado e oportunidade", em que o resultado alcançado pelas pessoas, em prol da empresa, traduz-se em oportunidade que a empresa lhe oferece. Dessa maneira, a empresa deve explicitar-lhes, claramente e sem pruridos, seus desejos e resultados, e esses resultados, uma vez alcançados, é que suportarão o oferecimento de oportunidades financeiras, sociais e psicológicas aos funcionários. Bater as metas e estabelecer salário por produtividade, como a principal motivação humana.
  • D. a cultura empresarial que trata as pessoas como meios de produção, como recursos ou insumo. Os funcionários devem ser vistos como objetos e como recursos produtivos, quase da mesma forma como se fossem máquinas ou equipamentos de trabalho, ou seja, como agentes passivos da administração.
  • E. a capacitação e qualificação aos funcionários de forma diferenciada, ensinando a pensar e a sentir. A sua função é de agente provocador de mudanças de mentalidade e cultura, entendendo que uma empresa é um espaço educativo.